Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Prefeito Augustinho Zucchi assina ordem de serviço para construção do Terminal Urbano Central

Obra facilitará a integração das linhas de transporte público, beneficiando cerca de 16 mil usuários

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, assinou na manhã desta quarta-feira (22), no auditório do Largo da Liberdade, a ordem de serviço para a construção do Terminal Urbano Central do Transporte Coletivo de Pato Branco. A obra, com área total de 679,36 m², será feita na praça Rotary, entre as ruas Pedro Ramires de Mello, rua Araribóia e rua Caramuru, atrás da prefeitura, e facilitará a conexão das 24 linhas do transporte público, beneficiando cerca de 16 mil usuários. O recurso de R$ 2.526.121,56 é oriundo da concessão do Transporte Coletivo.

O edital de licitação para a construção do Terminal foi publicado em julho de 2019, pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, e, desde então, foram realizadas audiências públicas para avaliar o projeto. Também foi realizado um Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) referente à implantação do espaço, para identificar os impactos positivos e negativos, urbanos e ambientais, gerados no entorno do Terminal. O estudo, contratado pela Prefeitura, foi feito pela Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas (Fepese), qualificada como instituição de apoio à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O EIV apresentou 132 pontos positivos e, com base no diagnóstico, estabeleceu 13 medidas mitigatórias, para minimizar os impactos causados pelo Terminal, ou até mesmo eliminá-los, e seis medidas compensatórias, para compensar, de forma direta e indireta, os impactos causados. Também foi realizada uma pesquisa de opinião pública, contratada pela Prefeitura de Pato Branco, com 530 usuários do transporte coletivo, onde 92% aprovaram a localização central, 68% consideraram como importante a sua implantação e 78% concordaram com o local estipulado para a sua construção, considerando que parte da área verde e algumas árvores serão mantidas.

A obra

A obra do Terminal Urbano Central tem início previsto para a próxima semana, com a retirada das árvores e colocação de tapumes. A estrutura prevê: coberturas que protegem o embarque e desembarque dos usuários, área de atendimento; sala do consórcio com espaço administrativo para quatro pessoas, copa e banheiro para funcionários; depósito de material de limpeza; praça exclusiva para quem utiliza o terminal; praça interna onde se encontram as duas araucárias; praça externa; além de três entradas e saídas com catracas para manter o controle e segurança dos usuários.

O secretário municipal de Planejamento Urbano, Emerson Carlos Michelin, explicou que o ponto de táxi será realocado para a rua Tamoio, em frente ao Terminal de Ônibus Metropolitano. A rua Araribóia permanecerá no mesmo sentido e a rua Pedro Ramires de Mello terá a via alterada em um trecho para facilitar o acesso à garagem dos moradores de um prédio residencial. “Depois de várias etapas, assinamos a ordem de serviço desta importante obra, que será fundamental para todas as pessoas que utilizam o transporte coletivo”, salientou.

O prefeito Augustinho Zucchi ressaltou que a construção do Terminal Urbano Central é um ato de justiça social. “Todas as pessoas que utilizam o transporte público contarão com um ambiente adequado, confortável e moderno. Para nós é uma satisfação oportunizar à população uma ferramenta que será utilizada para o deslocamento ao trabalho, lazer e para a convivência social”, frisou.

O presidente da Câmara de Vereadores de Pato Branco, Moacir Gregolin, disse que após tantas análises do projeto é uma honra fazer parte da assinatura da construção do Terminal. “Foi uma alegria aprovar o crédito para o início da obra, que sabemos que tem uma importância incalculável para toda a sociedade”, afirmou.

Reunião do Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus

Ainda durante a manhã desta quarta-feira (22), o Comitê Gestor de Combate à pandemia do Coronavírus (Covid-19) esteve reunido, no auditório do Largo da Liberdade, para analisar o atual momento e definir novas estratégias de enfrentamento à doença.

O prefeito Augustinho Zucchi pontuou que dos 14 casos de Covid-19 confirmados em Pato Branco, sete das pessoas já estão recuperadas e, exceto o óbito, os demais estão em casa, sendo monitorados. Segundo ele, também está mantida a suspensão das atividades e cultos religiosos que aglomerem pessoas. “A fiscalização será efetivada cada vez mais, no entanto, precisamos do apoio das pessoas: continuem fazendo uso da máscara, que é obrigatório e fundamental, bem como evitem qualquer tipo de aglomeração, na rua, na praça, em casa. Somente com atitudes e ações como essas, evitaremos a contaminação do vírus”, salientou.

Ao final da reunião do Comitê Gestor, o prefeito, em conjunto com o presidente da Sociedade Rural Pato Branco, Eucir Brocco, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pato Branco (ACEPB), Ezaul Zillmer e do presidente do Sindicomércio, Ulisses Piva, anunciaram o cancelamento da Expopato, feira intersetorial, realizada a cada dois anos em Pato Branco.

 “Sem saber quando terá fim essa pandemia e seguindo orientações internacionais de entidades que promovem eventos em outros locais do mundo, consideramos mais prudente cancelar a realização da Expopato em 2020, já que neste momento se torna inviável a contratação de empresas, venda de espaços e grades de shows”, explicou Zucchi.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Ainda não existem comentários